ON

ON

Previsões Windguru Troia-Setúbal 3 Dias

Procura algo procure aqui

Google

Vídeos de Pesca

Loading...

segunda-feira, 19 de março de 2007

Os Anzóis das nossas montagens


Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
Hoje vou falar de anzóis.Existem de variadíssimas marcas,tamanhos, tipo e formato.Dizer-se que este é melhor que aquele ou que aquele modelo é o que deve ser utilizado é sempre uma meia certeza, depende sempre muito da atitude de pesca do pescador ,da espécie que se está a capturar ou se pretende capturar , da forma como o peixe está a comer nesse dia , do isco que estamos a utilizar e por vezes até da transparência da água no fundo.
1-A espécie que se captura ou se pretende capturar-Aqui deve cair a nossa escolha dependente do tamanho da espécie que se pretende capturar assim deve ser o tamanho do anzol.Se a éspecie é grande o anzól deve ser robusto fiável para não partir deve o tamanho do anzól estar adequado a boca da espécie que pretendemos capturar(ex:Pargos).Em competição não se usa anzóis muito grandes pois ali conta o numero de exemplares capturados e salvo excepcções não existe assim tanto peixe grande contráriamente há quantidade de peixe pequeno e médio.Que importa um pargo de 1,5kg se 10 sarguetas pesam isso e é mais fácil apanhar 10 sarguetas que um pargo.Por isso em competição é vulgar a utilização de anzóis nº6 e nº 4,um anzol pequeno também apanha peixe grande apesar do risco de partir ou dobrar e perdermos o peixe mas se for de qualidade chega a nossa captura a tona da água,normalmente deve ser substituido em seguida. Mas fora de competição e quando estamos dedicados hà captura de determinada espécie devemos optar pelo tamanho de anzól correpondente a boca do peixe, e poder de força da boca.
2-A forma como o peixe se encontra a comer -É frequente e existem dias em que o peixe come de qualquer forma assim que se apercebe do isco investe sem receio costuma dizer-se :mata-se sózinho,e caros leitores nestes dias qualquer anzól apanha peixe normalmente embucham (o anzól fica cravado lá bem dentro do peixe,nestes dias normalmente existe muito peixe e concorrência o que faz disputar com mais rapidez o isco entre eles.) são aqueles dias em que toda a gente apanha muito peixe(cuidado segundo a nova lei em portugal o máximo agora são 10 kgs por pessoa).Outros dias porém o peixe come de "faca e garfo" como se costuma dizer e nestes dias a maioria (acho que o peixe aprende)nem sentimos qualquer tipo de toque e os nossos anzóis quando chegam cá acima aparecem limpos de isco!Aqui é que é necessária toda a concentração na ponteira da cana e toda a sencibilidade além do fio esticado. Muitas vezes ferramos o peixe por instinto sem o termos sentido apenas porque puxamos um pouco a montagem para cima.Assim temos que perceber se o peixe quer para comer mais isco e ai devemos utilizar um anzól com haste mais comprida ou se pelo contrário pede menos isco e ai utilizaremos um anzól com haste mais curta dependem sempre estas teorias do tipo de isco que estivermos a utilizar(será um post diferente).
3-Isco que se utiliza-O tipo de anzól , forma e tamanho que se escolhe são dependentes sempre dos iscos que se vão utilizar iscos volumosos (sardinha,navalha,lingueirão,) devem preencher anzóis com hastes compridas e situados no tamanho entre o nº4 e o nº2 ou acima -iscos mais pequenos(camarão,ameijoa,berbigão) podem também utilizar hastes maiores pois podem-se iscar mais unidades mas devem ter um tamanho mais baixo entre o nº4 e o nº 6.Quando a utilização de vermes na isca existem anzóis no mercado mais especificos para vermes normalmente bastante finos e de hastes longas.
4-Transparência ou opacidade costuma-se dizer que água está aberta ou fechada (por vezes negra)estando respectivamente mais transparente ou opaca eu normalmente uso por norma anzóis pretos na generalidade mas isso é uma mania minha.Já vi casos em que com a água tapada ,fechada como quizerem a utilização de anzóis brancos trás bons resultados.Costuma-se dizer com água tapada deve utilizar-se anzol branco com isca branca e com a água aberta ou transparente deve se utilizar anzóis pretos e isca preta.Lembro-me a cerca de 6 anos no algarve meu filho numa das primeiras pescas de barco que fez comigo nas férias estavamos a pescar com camarão e ele descobriu que podia apanhar peixe sem iscar os anzóis nomeadamente carapaus estavamos em cima de um cardume deles a meia água -a razão era simples os anzóis eram brancos e o sol estava no final de dia a poente a inclinação dos raios solares batia nos anzóis e brilhavam isso fazia a espécie atacar o anzol e ferravam-se sózinhos,apanhou realmente nesse dia muito carapaus.
5-Finalmente os anzóis devem ser de carbono e de marcas conceituadas(existem várias no mercado).Se possivel finos(danificam menos o isco) com grande resistência à luta do peixe no sentido de não partirem
nem torcerem e modificar a sua forma original.Deve-se verificar o chamado fio do anzol (ponta do anzól)variadissimas vezes! bico de anzól rombo ou danificado pode significar a perda de um peixe ou vários.Os anzóis com que se terminam uma sessão de pesca devem ser substituidos na montagem para a próxima sessão em conjunto com o fio dos estralhos também principalmente anzóis finos e pequenos.Proteger o mais possivel os anzóis da oxidação uma das formas que verifiquei ultimamente para proteger os anzóis principalmente grandes da oxidação é introduzi-los dentro de farinha que por sua vez enche totalmente uma pequena caixa ficando neste caso os anzóis totalmente submersos na mesma.Outra das formas é na própria montagem quando enrolada ficarem revestidos a papel de prata de cozinha.
Até já.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tempo

Ultimas Notícias

****Carlos Motaco do Clube Companhia dos Mares sagrou-se Campeão Nacional de 2008-Célio Alves Campeão Nacional 2009****