ON

ON

Previsões Windguru Troia-Setúbal 3 Dias

Procura algo procure aqui

Google

Vídeos de Pesca

Loading...

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

A ansiedade na competição de pesca de alto mar -/como minimizar

A ansiedade na competição de pesca de alto mar constitui um problema que afecta uns mais, outros menos, todos quantos estão, directa ou indirectamente, ligados à competição. A prestação e os resultados, na competição de alto mar,não depende apenas do atleta, mas também das condições da prática ( material, condições do estado do mar, local de realização da prova, embarcação sorteada), estado emocional dos atletas ou das pessoas mais próximas.A pesca desportiva de alto mar exige um compromisso das componentes Inteligência, Vontade e Corpo (integridade física e psíquica).Sendo a competição de pesca de alto mar um desporto individual(salvo as provas por equipas e da taça de Portugal,isto na fppdam),caracteriza-se pela resposta do pescador,sem dependência da equipa,cada um depende de si próprio,da prestação que é capaz de fazer,de superar-se ,onde factores como a determinação,iniciativa,resolução,coragem,auto domínio e persistência são os vectores que determinam a diferença entre vencedor e vencido.A ansiedade para segundo o autor Marti (2000),”é um estado emocional desagradável de medo ou apreensão,quer na ausência de perigo ou ameaça identificável,quer quando a mesma alteração emocional é claramente desproporcionada em relação à intensidade real do perigo.A perturbação por ansiedade generalizada caracteriza-se por um sentimento de ansiedade de teor persistente e generalizado,acompanhada de uma sensação de tensão e de dificuldade em relaxar, bem como, visão enevoada, securas na boca, transpiração excessiva, náuseas, pontadas abdominais, palpitações, dificuldades em concentrar-se, irritabilidade, dores de barriga e perturbações no sono”. “A ansiedade é o resultado de um processo de aceleração da nossa mente. Ela é desencadeada pelo contacto com o novo, com o desconhecido que, geralmente, representa uma ameaça para a nossa estabilidade. Ao preferir o conhecido, a mente humana cria a ilusão de que temos que controlar tudo. Quando as sensações de instabilidade e de insegurança são classificadas em nossa mente como algo desagradável, das quais temos que nos livrar o mais rapidamente possível, começam a surgir os quadros ansiosos. Pensamentos negativos, associados à sensação de perigo iminente, agitação e inquietação são algumas das tensões psíquicas que fazem parte desse processo. Para a ansiedade diminuir é preciso diminuir a actividade mental. A desaceleração da mente gera uma sensação de paz de espírito e de calma. Respire fundo, lenta e compassadamente pelo maior tempo que você for capaz, pois isto ajuda a desacelerar fisiologicamente o cérebro e por consequência a mente. Entenda que quando um problema novo se configura a sua frente, a solução não esta na sua mente, não esta no seu pensamento, e sim no fato em si. Quando for possível, olhe para o novo, procure entendê-lo, aumente as suas informações e o seu conhecimento sobre ele. Não busque referencias anteriores, pois isto aumentara a sua ansiedade. Se não for possível olhar para o problema , procure não pensar nele, tente distrair a sua mente com outra coisa. Aceite a falta de controle, abra mão da prepotência da sua mente e entenda que não somos deuses super poderosos que tudo podemos controlar. Uma parte de nossa vida tem que entregar a Deus, ao destino a sorte e... Seja o que Deus quiser... Problemas e novidades se resolvem com acção e não com pensamento, é preciso fazer o melhor que esta ao nosso alcance, focado, ligado no real. O que esta além do nosso melhor esforço não podemos controlar. Aceitar a possibilidade de perder, não querer ganhar a qualquer custo, pois isto acelera a mente e aumenta e muito a chance de derrota. Aceite conviver com a insegurança quando ela surgir á sua frente, não queira se livrar dela, não tenha pressa. Quanto mais você aceitar conviver com a insegurança, mais calmamente ela ira embora e mais a sua mente se acalmara. Quanto mais você tentar se livrar dela, mais ela se tornara ansiedade. Não se deixar enganar pela mente. Quando ela ficar buzinando internamente que o pior vai acontecer, usar a palavra mágica: “Seja o que Deus quiser...”. “Dane-se”. Resumindo, mente acelerada é mente desequilibrada. Para livrar-nos da ansiedade, devemos aprender a escapar do seu domínio.”
É claro que consoante a experiência e os anos que cada atleta tem em competição,este problema de ansiedade causa efeitos maiores ou menores ,mas existe sempre aquele nervosismo,aquele sono por vezes que não se dorme na noite anterior,enfim....normalmente depois de se entrar no barco e começar a prova tudo passa, e só nos preocupamos em apanhar peixe.Também passo por isto.
Inspirações:” Revista Isto é Gente em artigo 15/9/2003”,definição de ansiedade do autor Marti (2000).
Até já.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tempo

Ultimas Notícias

****Carlos Motaco do Clube Companhia dos Mares sagrou-se Campeão Nacional de 2008-Célio Alves Campeão Nacional 2009****