ON

ON

Previsões Windguru Troia-Setúbal 3 Dias

Procura algo procure aqui

Google

Vídeos de Pesca

Loading...

quinta-feira, 12 de abril de 2007

Ponteiras em Canas de alto mar I

Ponteiras(click na imagem para melhor visualização)-Todas as canas disponíveis no mercado trazem normalmente duas a trés ponteiras diferentes, desde as mais finas às mais grossas e estamos a falar da sua ponta.Umas são de fibra outras de carbono e têm casos em que trazem ponteiras de fibra e também de carbono simultâneamente.Identificam-se bem na sua diferença observando a base da ponteira (se podemos chamar assim) onde em fibra na secção redonda é branca ou creme normalmente, e nas de carbono a secção tem a cor preto ou cinza escuro(além destas serem mais rijas).Relativamente as cores que são pintadas no seu acabamento utilizam-se normalmente cores bastante flurescentes de forma a contrastar com a cor do mar e podermos facilmente verificar os toques do peixe.O que destingue as ponteiras além do diâmetro da secção da base é a sua flexibilidade, e o arco que fazem ao serem sujeitas a determinada pressão do fio do carreto(pressão dada pelo peso da chumbada no fundo ao esticar o fio assim como o conjunto peixe +chumbada), no primeiro passador da ponteira na secção mais fina,isto partindo do principio que tem o mesmo comprimento o que varia de cana para cana.Depois temos que ver a questão do acabamento, quer na pintura e nos pormenores das junções dos passadores na vara da ponteira,quer na qualidade dos passadores utilizados na mesma.Existem passadores em aço inoxidável,outros a ultima geração de passadores SIC (Fuji New Guide Concept) em titânio (titanium frame - até 40% mais leves que os de aço inoxidável).Estes ultimos com maior poder anti desgaste permitem manter toda a sensibilidade e leveza sem perder a robustez e a durabilidade ,assim como outros menos bons utilizando materiais menos resistentes no seu interior , como num exemplo concreto: a utilização de um multifilamento na bobine do carreto, desgastam fácilmente dando origem a problemas quer no recolher do fio quer no soltar .Os diâmetros utilizados nos passadores ao longo da ponteira devem ser especialmente estudados,para assegurar a melhor condução do fio assegurando a precisão e a distância nos lançamentos frontais (chamado em giria da pesca de alto mar"varrer").Isto aconteçe quando já não existe peixe por baixo do barco e em consequência temos que o procurar na nossa zona frontal , mais a frente ,mais ao lado ligeiramente à esquerda ou direita,ai temos necessidade de fazer lançamentos frontais.Fazer lançamentos tipo surf casting numa embarcação não é permitido pelos menos em competição,além de não se tornar muito fácil sem prejudicar ninguém devido ao espaço normalmente reduzido e á presença dos companheiros dos lados.Num breve post falarei sobre a utilização das ponteiras em acção de pesca e ideias relacionadas.Até já.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tempo

Ultimas Notícias

****Carlos Motaco do Clube Companhia dos Mares sagrou-se Campeão Nacional de 2008-Célio Alves Campeão Nacional 2009****