ON

ON

Previsões Windguru Troia-Setúbal 3 Dias

Procura algo procure aqui

Google

Vídeos de Pesca

Loading...

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Comissário de Bordo

Comissário de Bordo!É uma figura presente nas provas de competição em cada embarcação designado normalmente pela direcção da competição na maioria das vezes, um pescador mais experiente habituado à competição. Tem por objectivo principal, ser o árbitro por embarcação, do decorrer das normais 5 horas de prova à luz do regulamento da competição. A primeira tarefa que o comissário tem, é fazer a chamada dos atletas, que foram sorteados para a sua embarcação, pode também caso o entenda mandar abrir geleiras, sacos, etc, de forma a não permitir qualquer tipo de irregularidade que vá contra o regulamento da prova. Conferida a presença de todos, ou a falta de algum atleta deve o comissário neste último caso, comunicar à direcção da prova os nomes dos que faltam, pois pode a direcção da prova redireccionar um ou atleta para os lugares em aberto pelos ausentes, de forma a equilibrar os atletas presentes em cada embarcação. Feita a chamada procede-se ao embarque. A tarefa seguinte do comissário é sortear a distribuição dos lugares iniciais dos atletas pela embarcação através de qualquer sistema numerado, e que não possibilite ao tirar em sorte a cada atleta a visualização do número que está a escolher. No último torneio usei para 12 lugares 12 moedas de 1 cêntimo numeradas, dentro de um saco de pano preto para colocar óculos. Feito o sorteio o comissário deverá nomear um adjunto (não do mesmo clube) que se situe no lado oposto ao seu, para que as duas bordas a de bombordo e estibordo fiquem controladas, ao mesmo tempo; no final será a pessoa que ajudará o comissário na contagem e medição do peixe. Quando o número de atletas for ímpar na embarcação cabe o posicionamento do nº 1, no bico da proa, devendo o comissário decidir se o atleta pescará para bombordo ou estibordo. O inicio, paragem e final da prova é de responsabilidade do comissário respeitando os horários da prova. Finda a duração da prova o Comissário e Adjunto devem proceder à medição do pescado (com régua fornecida pela organização devendo o peixe deve ser medido com a boca fechada), contagem por cada espécie pontuável, e preenchimento da ficha de capturas por cada atleta. Um pormenor importante é a validação da ficha de capturas: depois de preenchida pelo comissário para ser válida tem de ser assinada pelo atleta e comissário. De extrema importância é a capacidade dos comissários não se deixarem induzir por algum atleta para o incumprimento de qualquer regra/s do regulamento. As regras da competição devem ser incitadas ao mestre da embarcação para o seu cumprimento pela voz do comissário e caso necessário também pelos atletas, caso se verifique algum comportamento anti regulamentar ou anti desportivo. Tem também o comissário a responsabilidade de sondar os atletas da embarcação para tomadas de decisão intrínsecas ao bom andamento da prova em curso (ex: propor mudança de pesqueiro sujeito a votação). Os empates resultado de votação, resolvem-se por moeda ao ar. Na maioria das competições o comissário de bordo é também um dos atletas que se encontra a competir, Isto implica face ao desempenho das tarefas necessárias o comissário tem uma responsabilidade diferente comparado com os restantes atletas que apenas estão concentrados no seu desempenho ao longo do decorrer da prova. É realmente diferente a concentração de quem apenas está preocupado em competir, comparada com a do comissário que adiciona á anterior a responsabilidade de ser comissário e de todas acções atrás já referidas. Por isso hoje muitos atletas não mostram muita vontade em ser comissários. A situação ideal seria a existência de comissários a bordo extra competição (Já não é novo) mas nem sempre logística mente isso é possível. Quer se queira ou não a disponibilidade dos atletas para o papel de comissário de bordo será sempre necessária devendo prevalecer o bom senso de todos na aceitação das nomeações a bem deste desporto que tanto gostamos. Mais cursos de comissário promovidos pela f.p.p.d.a.m. são necessários para promover novos elementos nos mais recentes neste desporto, também para não serem sempre os mesmos a ser nomeados. Um abraço ao Luis Pereira o atleta da foto no seu papel de comissário.Até já.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tempo

Ultimas Notícias

****Carlos Motaco do Clube Companhia dos Mares sagrou-se Campeão Nacional de 2008-Célio Alves Campeão Nacional 2009****